Buscar
  • RÁDIO TURMALINA

TURMALINA – COMO A POLÍCIA CIVIL ATUOU NAS INVESTIGAÇÕES.

Atualizado: Fev 15

A Polícia Civil de Minas Gerais, por meio da Delegacia de Polícia Civil de Turmalina, cumpriu nesta quinta-feira (28/1), Mandado de Prisão Preventiva em desfavor de um homem, suspeito de cometer estupro de vulnerável contra sua enteada.


Segundo as investigações, a vítima relatou à Polícia que vem sendo sexualmente abusada por seu padrasto desde abril de 2020, quando completou 10 (dez) anos de idade. No dia 20 deste mês de Janeiro, com o apoio de sua avó materna, o Conselho Tutelar foi acionado, que reportou o crime à polícia.


Diante da gravidade dos fatos, a Polícia Civil de Minas Gerais atuou prontamente e representou por sua prisão preventiva, que foi deferida pela Justiça e cumprida pelos policiais civis.



Participaram da diligência os investigadores de polícia Adriano Scott Rocha Silva e Wellington dos Santos Dias e a escrivã “ad hoc” Marlucia Pereira da Silva, coordenados pela Delegada Jéssica Novaes Miranda e sob a supervisão do Delegado Regional Felipe Pontual Meira Rosa.


As investigações continuam para apurar possível omissão por parte da genitora da vítima, que teria sido informada dos fatos pela própria menor abusada. O suspeito, após ser preso pela policia, foi encaminhado ao Presídio de Turmalina e encontra-se à disposição da Justiça.


NOTA - Na última segunda-feira (25), a Delegada de Polícia Jéssica Novaes Miranda recebeu o Presidente da Câmara Municipal de Turmalina Neguinho de Maria de Cula, acompanhado da vereadora Junea Orsine. Segundo um post na página da vereadora, “a doutora nos passou informações sobre o caso, que está sob segredo de justiça. Todos os encaminhamentos foram feitos dentro das normas legais para garantir que nada atrapalhe o andamento das investigações”, finaliza.



Para mais noticias sobre Turmalina e região acesse a nossa página de jornalismo, ou baixe o nosso App (clique no botão azul acima) e leve a PONTOCOM com você!



728 visualizações0 comentário